A TIM Brasil, empresa controlada pela Telecom Italia, desmentiu ontem (7 de outubro) estar em negociações para uma fusão com a Oi, que seria intermediada pelo banco BTG Pactual. No entanto, a operadora disse "seguir com atenção" possíveis oportunidades de mercado. A notícia sobre a eventual união havia sido divulgada pelo jornal "Valor Econômico. Se confirmada, a fusão daria origem ao maior grupo de telefonia móvel do Brasil.

A Oi contratou o BTG no segundo semestre do ano passado para viabilizar a aquisição da participação da Telecom Italia na TIM, mas até agora as negociações não avançaram.

Há alguns dias, o presidente do grupo italiano, Giuseppe Recchi, reiterou a importância do mercado brasileiro, mas, ao responder sobre uma eventual "proposta irrecusável", ressaltou: "Nunca diga nunca". 

Fonte: Jornal do Brasil