PARIS (AFP) — Moscou se manteve pelo terceiro ano consecutivo a cidade onde o custo de vida é o mais elevado para os estrangeiros residentes em 2008, seguida por Tóquio, revelou um estudo divulgado nesta quinta-feira pelo gabinete de pesquisas britânico Mercer Human Resource Consulting.

Entre as cidades brasileiras, São Paulo aparece em 25º lugar e o Rio de Janeiro, em 31º, respectivamente a segunda e a terceira mais caras da América.

A capital russa ultrapassa Tóquio, que ganhou duas posições, enquanto Londres perdeu uma e está em terceiro no ranking.

Este estudo, que cobre 143 cidades, é feito com base em 200 critérios, entre eles aluguel, transporte, alimentação, vestuário, eletrodoméstico e lazer.

O posicionamento de Moscou, enquanto cidade mais onerosa para os estrangeiros que nela residem, pode ser explicado pelo "aumento do rubro em relação ao dólar" americano, mas também pelos custos do aluguel em constante alta".

A valorização do euro em relação à moeda americana também aumentou o custo da vida em inúmeros países europeus. Paris, que subiu uma posição no ranking, está em 12º.

Inversamente, a desvalorização do dólar roubou sete posições de Nova York, que continua no entanto sendo a cidade mais cara da América do Norte (22º da lista). Nenhuma outra cidade norte-americana está dentro das 50 mais caras do mundo, no estudo do Mercer Human Resource Consulting.

"Todas as outras cidades dos EUA caíram muito nesta classificação", destacou o gabinete. Los Angeles está em 55º lugar, e Miami em 75º.

Na Ásia, três cidades (Tóquio, Seul e Hong Kong) estão entre as dez mais caras do mundo. Na China, Pequim se manteve em 20º, enquanto Xangai ganhou dois lugares, ficando em 26º.

Assunção, capital do Paraguai, é a última da lista pelo terceiro ano consecutivo.

Segue a classificação das 15 cidades mais caras segundo o Mercer:

1) Moscou

2) Tóquio

3) Londres

4) Oslo

5) Seul

6) Hong Kong

7) Copenhague

8) Genebra

9) Zurique

10) Milão

11) Osaka

12) Paris

13) Singapura

14) Tel Aviv

15) Sydney

...

25) São Paulo

...

31) Rio de Janeiro