Novos hábitos de consumo ou alterações nas leis podem criar oportunidades de novos negócios ou de expansão para quem já é empreendedor.

Para a Bonechar, fabricante de carvão animal com ossos de boi, por exemplo, a Nova Política de Resíduos Sólidos deve impulsionar os negócios. E, para a Jasmine, que fabrica produtos naturais, a onda de culinária saudável ampliou os ganhos.

No entanto, se os empreendedores não estiverem atentos, essas mudanças também podem ter efeito contrário e até causar a falência de negócios já existentes. Segundo Sylvio Zanelato Filho, consultor do Sebrae-SP, é fundamental estar bem informado para saber identificar novas chances de negócio e de expansão.

“Participar de feiras no Brasil e no exterior, ler publicações do seu setor e ter conhecimento da legislação e mudanças que ela possa sofrer podem ajudar o empresário a antecipar alguns cenários”, diz.

No entanto, aproveitar essas mudanças para investir na empresa pode exigir transformações nos processos e até mesmo na gestão.

Crescimento traz desafios para o empreendedor

O consultor diz que capacitação para a gestão da empresa é fundamental. “Ter um plano de negócios que preveja momentos de turbulência e uma frente de atuação para o aumento da demanda, com reestruturação do layout de produção para melhorar a eficiência, ajudam a empresa a crescer de maneira sustentável”, afirma.

Além de se adaptar para atender ao aumento da demanda, a empresa também precisa criar estratégias para lidar com a concorrência, que cresce na mesma proporção que as oportunidades de negócio. Para isso, a dica é se diferenciar.

“A empresa tem de ter um plano de divulgação que fale dos benefícios dos seus produtos. Se o empresário não puder investir em assessoria de imprensa ou publicidade, fazer marketing direcionado com clientes atuais e antigos já funciona”, diz o consultor.

 

Fonte:

Larissa Coldibeli
Do UOL, em São Paulo