Os juros da dívida pública de Itália e Espanha estão a registar quedas acentuadas nos mercados, com os investidores a reagirem de forma positiva ao pacote de austeridade de 30 mil milhões de euros anunciado ontem pelo primeiro-ministro Mário Monti.

O optimismo com a reunião de hoje entre Merkel e Sarkozy, para preparar a cimeira europeia de quinta-feira, está também a contribuir para aliviar a pressão sobre Itália e Espanha, com os investidores mais confiantes que os líderes europeus vão apresentar uma solução robusta para contrariar a crise da dívida na Europa.

Em Itália os juros estão a cair de forma mais acentuada em todas as maturidades, encontrando-se já abaixo dos 6% no prazo a dois anos. A “yield” da dívida soberana a cinco anos cede meio ponto percentual para 6,34%, enquanto no prazo a 10 anos a queda é de 33 pontos base para 6,35%.

Em Espanha os juros estão também em queda em todas as maturidades, situando-se abaixo dos 5% nos prazos mais curtos. A “yield” da dívida a 5 anos cai 25 pontos base para 4,87%, enquanto no prazo a 10 anos a queda é também de 25 pontos base para 5,42%.

Em Portugal os juros estão em alta nas maturidades mais curtas, superando os 19% no prazo de dois anos. Na maturidade mais longa, a 10 anos, a “yield” cede 4 pontos base para 13,92%.

 

Fonte:
Negócios Online