SÃO PAULO - Quase 25 mil novas TEDs de valores entre R$ 3 mil e R$ 5 mil trafegaram pelos sistemas de liquidação (Sistema de Transferência de Reservas -STR do Banco Central e da Câmara Interbancária de Pagamentos -CIP) na sexta-feira, dia 21 de maio, primeiro dia de vigência do novo piso de R$ 3 mil acertado pelas instituições financeiras e a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Até a última quinta-feira, a praxe era os bancos aceitarem apenas as TEDs de valor superior a R$ 5 mil.

A quantidade de TEDs de R$ 3 mil a R$ 5 mil registrada sexta-feira foi de 24.737 transferências, que representaram 7,5% do tráfego total, que foi de 328.788 (33.984 no STR e 294.804 na CIP). A média diária de TEDs nos últimos seis meses foi de 339.063, das quais 27% têm valor abaixo de R$ 5 mil.

No mesmo período, a média diária de DOCs de mais de R$ 3 mil foi de 71.773, que correspondem a 21,1% da média diária de TEDs. É de se esperar, na avaliação da Febraban, que tais DOCs migrem para as TEDS. "Entretanto, é impossível estimar quanto dos depósitos em cheque e em dinheiro de R$ 3 mil a R$ 5 mil migrarão para as TEDs", disse a entidade do mercado financeiro em nota enviada à imprensa.
Fonte
Dci