Rio de Janeiro (EFE).- O Brasil fechará o ano com novos recordes tanto na produção quanto nas vendas de veículos, apesar da crise econômica global, e em 2010 voltará a registrar altas nos dois setores, segundo as previsões divulgadas hoje pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

O país, que no ano passado já tinha alcançado um recorde, com 3,21 milhões de automóveis, caminhonetes, ônibus e caminhões fabricados, produzirá este ano 3,22 milhões de unidades, e o número chegará a 3,39 milhões em 2010.

Sobre os veículos vendidos, após o recorde de 2,82 milhões de unidades em 2008, o número subirá para 3,11 milhões este ano e para 3,4 milhões em 2010.

Nos primeiros 11 meses deste ano, o Brasil fabricou 2,93 milhões de veículos, com uma redução de 6% frente ao mesmo período do ano passado (3,12 milhões), embora a expectativa seja de uma produção em dezembro muito superior à do mesmo mês em 2008.

As vendas acumuladas entre janeiro e novembro subiram para 2,84 milhões de unidades, com um aumento de 8,5% em comparação com os primeiros 11 meses do ano passado (2,62 milhões).

Os números recordes deste ano foram registrados principalmente graças às medidas adotadas pelo Governo para incentivar a indústria automotiva em meio à crise, principalmente a forte redução dos impostos sobre a produção, que diminuiu o preço dos automóveis para os consumidores.

Após a forte redução da produção e das vendas nos últimos meses do ano passado como consequência da crise, o Brasil anunciou várias medidas para incentivar o setor e conseguiu elevar a comercialização a níveis recordes (308.700 vendidos em setembro).

Segundo os números divulgados hoje pela Anfavea, o Brasil vendeu 251.698 veículos em novembro, com uma queda de 14,5% em comparação com outubro (294.466), quando as reduções fiscais e dos preços ainda estavam em rigor.

As vendas de novembro, no entanto, foram 41,5% superiores às do mesmo mês do ano passado (177.832), quando o mercado ainda sentia os efeitos da crise global.

A produção de veículos em novembro foi de 292.088 unidades, com uma redução de 8% frente a outubro (317.439) e um aumento de 48% com relação ao mesmo mês de 2008 (197.342).

De acordo com as previsões da Anfavea, o Brasil exportará 530 mil veículos em 2010, com um crescimento de 12,8% frente ao esperado para este ano.

 

Fonte:
Efe