BRASÍLIA - O otimismo do empresariado com o avanço da atividade econômica do país atinge 25 dos 27 setores consultados pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), para a composição do Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) relativo ao segundo trimestre de 2009.

Na comparação sazonal – julho de 2009 com julho de 2008 – foi registrado aumento de otimismo em 16 setores, demonstrando que, nesses setores, o otimismo já alcança um patamar maior do que o registrado no período anterior à chegada da crise no Brasil.

A maior confiança foi registrada entre os empresários do setor Outros Equipamentos de Transporte, com 63,5 pontos, seguido do setor de Equipamentos Hospitalares e de Precisão, com 62,8 pontos, e do setor de Limpeza e Perfumaria, com 62,2 pontos.

Apenas dois setores tiveram índice inferior a 50 pontos: o de couro (44 pontos) e o de Madeira (47,4 pontos).

Segundo a CNI, valores acima de 50 pontos indicam empresários confiantes. Em abril de 2009 apenas 8 dos 27 setores pesquisados obtiveram índice superior a 50 pontos.