Por Jornal Nacional | 03/03/2020

 

Número de casos confirmados não mudou: dois brasileiros, que estiveram na Itália, contraíram a doença e estão em isolamento em casa em São Paulo.

O número de casos suspeitos do novo coronavírus em todo o Brasil passou para 488. O número de casos confirmados não mudou: dois brasileiros, que estiveram na Itália, contraíram a doença e estão em isolamento domiciliar em São Paulo.

Nesta terça-feira (3), entraram na lista 55 novos casos suspeitos em quase todo o país. A maioria, em São Paulo (130), depois, Rio Grande do Sul (82), Rio de Janeiro (62) e Minas Gerais (58); 240 casos foram descartados.

A partir de quarta-feira (4), o Ministério da Saúde vai aumentar de 16 para 27 o número de países na lista de alerta para o novo coronavírus. Mais países europeus e os Estados Unidos entram na lista. A equipe do Ministério da Saúde disse que o governo está preparado para um possível aumento do número de casos suspeitos, por causa da quantidade de brasileiros que viajam para esses lugares.

Mesmo assim, o Ministério da Saúde reforça que não há motivo para pânico ou uma corrida aos postos de saúde por brasileiros que viajaram para o exterior.

“Se a pessoa está em casa, veio dos Estados Unidos, está com uma gripezinha, um pouco de febre, sintomas baixos, está se alimentando bem, não está inapetente, não tem nenhum outro prejuízo, é mais importante que faça a prevenção e os cuidados de higiene para não transmitir para outras pessoas, mesmo que não seja coronavírus, do que ir numa unidade de saúde e tentar identificar: ‘Será que eu tenho coronavírus?’. Vamos deixar para ir nas unidades de saúde aquelas pessoas que estiverem com sintomas mais fortes, sintomas mais intensos e que realmente haja uma necessidade de buscar uma assistência”, explicou João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Ministério da Saúde.