Lucas Paquetá desembarcou em Milão na manhã deste domingo, acompanhado da esposa, dos pais e do diretor esportivo do Milan, Leonardo. Contratado em outubro do ano passado por € 35 milhões (cerca de R$ 150 milhões na ocasião), ele foi recepcionado no aeroporto por outros dirigentes da equipe italiana e nesta segunda-feira começará a trabalhar na nova casa. No dia seguinte, na terça, será apresentado oficialmente como novo reforço.

No dia anterior, a despedida no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, reuniu familiares e amigos, e teve direito a choro do meio-campista, que assinou contrato válido por cinco temporadas, até 30 de junho de 2023, e deve usar a camisa 39 no rubro-negro italiano.

O Milan tem uma ligação estreita com o futebol brasileiro. Kaká, último jogador do clube a ser eleito o melhor do mundo pela Fifa, em 2007, é um dos maiores ídolos da torcida neste século. Outros craques da seleção brasileira também vestiram a camisa rubro-negra, como Ronaldo, Dida, Cafu, Ronaldinho Gaúcho, Robinho, Thiago Silva e Leonardo, atual diretor esportivo milanês.

Link: https://globoesporte.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-italiano/noticia/lucas-paqueta-chega-a-italia-na-companhia-da-esposa-e-dos-pais-para-se-apresentar-ao-milan.ghtml