Jornal do Brasil | Agência ANSA

Nestlé fecha acordo para comercializar produtos Starbucks

Negociação foi avaliada no valor de US$7,15 bilhões

A empresa suíça Nestlé fechou nesta segunda-feira (7) um acordo avaliado em US$7,15 bilhões para vender produtos com a marca da rede de cafeterias Starbucks em todo o mundo.

O proprietário da Nescafé e da Nespresso terá o direito de comercializar o café da marca, que, com suas atividades, gera quase US$2 bilhões por ano em vendas. A medida reforça a posição da Nestlé como a maior empresa de café do mundo.

No entanto, o nome da Nestlé não aparecerá nos produtos da Starbucks e nenhuma das cafeterias da Starbucks ou produtos prontos para beber estão envolvidos no acordo.

Entretanto, a Nestlé poderá vender café da marca em cápsulas individuais, além de ampliar a comercialização de café em grãos e moído da Starbucks, em supermercados.

Segundo o diretor geral do grupo suíço, Mark Schneider, "esta operação é uma etapa importante para nossas atividades de café, a categoria de maior crescimento da Nestlé".

Para ele, "as duas empresas têm uma autêntica paixão pelo café excepcional e estão orgulhosas de serem reconhecidas como líderes globais pela procedência responsável e sustentável de seu café".

No ano passado, a Nestlé pagou cerca de US$ 425 milhões por uma participação de 68% na Blue Bottle Coffee, empresa sediada na Califórnia que vende café a clientes online e possui várias lojas nos EUA e no Japão.

Itália

O presidente executivo da Starbucks, Howard Schultz, anunciou nesta segunda que a primeira loja da rede de cafeterias na Itália será aberta em Milão no próximo mês de setembro. "Em 1987, nós tínhamos 11 lojas. Hoje, temos quase 29 mil lojas com 100 milhões de clientes por semana", afirmou o executivo.

"Eu vim para a Itália em 1983, quando eu era jovem e minha imaginação foi capturada pelo senso de comunidade nos bares italianos e esta foi a ideia que eu trouxe para os Estados Unidos", acrescentou.

Fonte: http://www.jb.com.br/economia/noticias/2018/05/07/nestle-fecha-acordo-para-comercializar-produtos-starbucks/