Jornal do Brasil - Internacional | Agência ANSA

Itália cria portal voltado a voto no exterior

Objetivo é aumentar a transparência do processo eleitoral

O Ministério das Relações Exteriores da Itália criou um portal de uso interno para as eleições legislativas de 4 de março, mas voltado ao processo de votação fora das fronteiras do país.

Ao todo, 4,3 milhões de italianos estão habilitados para votar nas circunscrições no exterior, cerca de 20% a mais que em 2014.

O objetivo da página é funcionar como uma "torre de controle" que permita à Farnesina interagir de forma constante com a rede consular.

Com isso, o Ministério das Relações Exteriores pretende fazer um controle mais próximo do processo de votação além das fronteiras italianas, para que ele seja o mais transparente possível.

Segundo o diretor-geral da pasta para os italianos no exterior, Luigi Maria Vignali, a preparação para as eleições fora da Itália é um "exercício complexo". O número de países onde se pode votar chegou em 2018 a 177, sete a mais do que no referendo constitucional de dezembro de 2016.

Também poderão participar residentes temporários, como estudantes, e os cerca de 6 mil soldados italianos envolvidos em missões no exterior. O governo promoverá instrumentos para garantir a regularidade do processo, como videoconferências com as sedes consulares e contato reforçado com os serviços postais, responsáveis pela entrega das cédulas eleitorais.

Os eleitores italianos no exterior, inclusive no Brasil, precisam fazer seus votos chegarem ao consulado até 1º de março, três dias antes das eleições legislativas.

Fonte: http://www.jb.com.br/internacional/noticias/2018/02/05/italia-cria-portal-voltado-a-voto-no-exterior/