Jornal do Brasil - Cultura / Agência ANSA: 5 de dezembro

Itália cria centro de estudos da Dieta Mediterrânea

Local foi estabelecido na cidade de Foggia graças a parcerias

A famosa e tradicional Dieta Mediterrânea ganhou um centro próprio de estudos na cidade de Foggia, no sul da Itália. O centro foi criado como resultado de uma parceria entre a Universidade de Foggia, o Clube UNESCO de Foggia,a Companhia Sanitária Local de Foggia (ASL Foggia), a Associação da Dieta Mediterrânea Ancel Keys e a Câmara de Comércio de Fógia.

O objetivo do centro é divulgar o modelo alimentar mediterrâneo através de pesquisas, encontros, planos de comunicação e campanhas de sensibilização. "A Dieta Mediterrânea é, acima de tudo, uma espécie de escola de formação", declarou Floredana Arnò, presidente do Clube UNESCO de Foggia. "Uma escola cultural que não deseja ensinar nada além de como nos alimentamos e como fazemos isso".

Desde 2010, a Dieta Mediterrânea é Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade e está na lista de bens assegurados pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). A Dieta Mediterrânea é uma recomendação nutricional moderna inspirada originalmente nos padrões de dieta da Grécia, do sul de Itália, da França, da Espanha e Portugal.

Ela consiste no consumo elevado de azeite, legumes, cereais não refinados, frutas e vegetais; no consumo moderado de peixes e lacticínios (queijo e iogurte na sua maior parte); e baixo consumo de carnes.

Fonte: http://www.jb.com.br/cultura/noticias/2017/12/05/italia-cria-centro-de-estudos-da-dieta-mediterranea/