Jornal do Brasil / Agência ANSA - 10 de agosto de 2017

Após calor, norte da Itália sofre com tempestades

Trombas d'água e aguaceiros atingiram regiões de Vêneto e Friuli

Trombas d'água e aguaceiros atingiram nesta quinta-feira (10) o litoral do nordeste da Itália, do Vêneto ao Friuli-Veneza Giulia, e deixaram um rastro de árvores arrancadas, carros danificados e cerca de 50 pessoas feridas.

Na ilha de Albarella, a 80 quilômetros de Veneza, testemunhas falaram em um indivíduo supostamente atingido por uma onda enquanto caminhava em um píer, mas o desaparecimento ainda não foi confirmado. "Até o momento, não temos notícias seguras sobre um desaparecido em Albarella", disse à ANSA o responsável pelo Corpo de Bombeiros no Vêneto, Paolo Maurizi.

O mau tempo, depois das tórridas temperaturas dos últimos dias, atingiu várias partes da península, incluindo as regiões da Toscana e da Emília-Romana, mas foi no nordeste que ele provocou os maiores danos.

Em Trentino-Alto Ádige, chuvas de granizo caíram durante todo o dia, especialmente em Bolzano, uma das principais cidades do extremo-norte da Itália. De tarde, as tempestades seguiram para a zona do delta do rio Pó, em Friuli-Veneza Giulia, com ventos de até 130 km/h entre as cidades costeiras de Grado e Lignano Sabbiadoro.

Na província de Veneza, os maiores problemas ocorreram em Cavallino-Treporti, onde um aguaceiro caiu sobre uma área de grande concentração de campings e alojamentos turísticos, lotados neste período por causa do verão europeu.

As ambulâncias fizeram fila para acompanhar dezenas de pessoas, sobretudo turistas, ao pronto-socorro. Uma delas, uma mulher estrangeira, foi atingida pela queda de uma árvore e transferida de helicóptero para um hospital em Treviso.

Também foi uma tarde agitada para a Guarda Costeira, que recebeu diversas chamadas de emergência de embarcações em dificuldade. O governador do Vêneto, Luca Zaia, declarou estado de crise na região, enquanto o prefeito de Veneza e de sua zona metropolitana, Luigi Brugnaro, estuda decretar calamidade natural por causa dos danos.

As tempestades acontecem ao fim das duas semanas mais quentes do ano na Itália, com a sensação térmica ultrapassando os 50ºC em algumas áreas do país, principalmente na ilha da Sardenha. A expectativa é que as temperaturas caiam até 10ºC nesta sexta-feira (11). 

Fonte: http://www.jb.com.br/internacional/noticias/2017/08/10/apos-calor-norte-da-italia-sofre-com-tempestades/