Missão empresarial italiana em São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte

(20-24 outubro)

 

Organizada pelo Ministério do Desenvolvimento Econômico e o ICE – Instituto Italiano para o Comércio Exterior, uma missão de 30 empresas, institutições financeiras e científicas italianas chega ao país interessada na troca de colaboração comercial, industrial e tecnológica, com parceiros brasileiros nas mais diversas áreas.  Setores que vão da produção de energia, por meio de fontes alternativas; ao desenvolvimento de superfícies adequadas à aplicações na área biomédica; da prestação de serviços de consultoria na área de gestão e internacionalização de empresas; à atividades no setor imobiliário; do fornecimento de componentes de automação mecânicos, hidráulicos e pneumáticos; ao projeto e fabricação de implementos rodoviários etc.

De 20 a 24 de outubro, esta delegação percorre as cidades de São Paulo, Porto Alegre e Belo Horizonte contando com o apoio das respectivas Federações do Comércio e Câmaras de Comércio Italo-Brasileiras.

Esta iniciativa faz parte do Programa Extraordinário Made in Italy, onde o Brasil está sendo priorizado nas ações de promoção comercial e criação de oportunidades que fomentem o aperfeiçoamento das relações entre os dois países.

Onze empresas da Regione Emilia Romagna, organizadas pela Unindustria Bologna e da COFIMP (escola de formação regional pela internacionalização das empresas), fazem parte da delegação. A região, cuja capital é Bolonha, é uma das primeiras da Itália em renda per capita, classificada como uma das 15 mais ricas da Europa. As 400 mil micro e pequenas empresas e o cooperativismo são os principais responsáveis pelo seu desenvolvimento.

 

Brasil-Itália em números

O comércio Brasil e Itália movimentou US$ 7,8 bilhões em 2007, segundo o Ministério Brasileiro do Desenvolvimento da Indústria e Comércio Exterior, cifra que foi quase toda atingida no primeiro semestre de 2008. Entre janeiro e junho de 2008, a corrente comercial entre os dois países foi de US$ 4,7 bilhões, valor 27,7% superior ao registrado no mesmo período do ano anterior.

As importações da Itália, cresceram 27%, passando de US$ 2,6 bilhões, em 2006, para US$ 3,3 bilhões, em 2007. As vendas para este país chegaram a US$4,5 bilhões. A participação da Itália na pauta de exportações representou 2,8% do total do comércio exterior brasileiro.

A Itália é o 13º investidor estrangeiro no Brasil. São duas economias complementares, cuja estreita cooperação é reforçada por ações positivas dos dois governos e facilitada pela forte presença da comunidade e da cultura italiana no Brasil. São quase 300 empresas italianas com presença direta no Brasil, número que era de pouco mais de 100 há menos de dez anos atrás.

Nos últimos três anos, foram envolvidas mais de 500 empresas italianas e aconteceram cerca de 3 mil encontros de negócios entre contatos institucionais e encontros B2B entre as empresas dos dois países.

Os resultados são notórios, o export italiano para o Brasil, em 2008, cresceu 45%, sobretudo no que diz  respeito a bens de capital, que abocanham mais de 60% as  importações brasileiras provenientes da Itália. O Brasil representa um mercado importante com condições produtivas vantajosas, grandes empresas já estão presentes no país, como a Fiat e a Telecom. Mas também para as menores, relevantes no tecido industrial italiano, existem espaços para joint ventures.

Para Giovanni Sacchi, diretor do Instituto Italiano para o Comércio Exterior para o Brasil, além de importantes acordos comerciais, é preciso aprimorar o fortalecimento e apoio às pequenas e médias empresas, incentivando parcerias entre as indústrias e estimulando a internacionalização. “São iniciativas que, além do aporte de capital, favorecem o desenvolvimento de novos produtos e novos canais de distribuição, assistência técnica compartilhada, transferência de know-how e criação de novas áreas de competência”.

“Acordos comerciais entre os dois países sempre estiveram na pauta de prioridades, havendo promissoras relações comerciais a serem exploradas ao longo dos próximos anos. Convidamos as empresas italianas a olhar o Brasil como um parceiro com suas vantagens, com energias renováveis, disponibilidade de recursos naturais e produtor de bio combustíveis”, finaliza o diretor do ICE-Instituto Italiano para o Comércio Exterior no Brasil.

<!--[if !supportLineBreakNewLine]--> <!--[endif]-->

ICE - Instituto Italiano para o Comércio Exterior
Fundado em 1926, o ICE (Instituto Italiano para o Comércio Exterior) passou por diversas modificações ao longo de seus mais de 80 anos de história e hoje pode ser considerado um verdadeiro embaixador do Made in Italy, sendo responsável pela promoção do intercâmbio comercial e tecnológico entre a Itália e os demais países do mundo – sobretudo no que tange às empresas de pequeno e médio porte e seus consórcios de exportação.

Sediado em Roma, o ICE possui 20 escritórios na Itália e outros 142 espalhados em 85 países. Suas atividades são financiadas por meio de recursos provenientes do Ministério Italiano do Comércio Internacional e, em menor grau, pelas empresas italianas que utilizam seus serviços promocionais e de consultoria.

Por meio de sua rede de escritórios, garante apoio abrangente às empresas italianas que desejam atuar no mercado global, fornecendo informações de caráter econômico, legal e técnico, bem como desenvolvendo estudos setoriais e análises personalizadas da concorrência e de viabilidade de mercado, auxiliando-as no fechamento de contratos de venda, no estabelecimento de joint-ventures, na concessão de licenças e na instituição das demais formas de cooperação.

 

œ  A agenda de trabalhos, perfil das empresas e solicitações de inscrições,

para os seminários quanto às rodadas de negócios estão disponíveis no site  www.ice-sanpaolo.com.br - novo canal de comunicação do ICE no Brasil.

 

Informações à Imprensa

 

Regina Di Marco

Assessoria de Comunicação 

ICE - Instituto Italiano para o Comércio Exterior

www.ice-sanpaolo.com.br

(  11 2950-4820           *  rdimarco@uol.com.br  

 

Acesse agora e faça a sua inscrição

http://www.ice-sanpaolo.com.br/missao/

 

Fonte:
ICE